Clique aqui para acessar o site da Revista Mineração.

 

NOTÍCIAS
Folha Vale do Paraopeba

Conservação de áreas naturais vale dinheiro em Brumadinho 

Proprietários de terras da cidade têm até setembro para participar do Projeto Oásis que já distribuiu R$ 112 mil na região

Os proprietários de terras em Brumadinho têm até setembro deste ano para se inscreverem no projeto “Oásis Serra da Moeda Brumadinho”. O programa premia financeiramente donos de terra que tenham obtido resultados positivos na conservação de áreas naturais e de mananciais no município. Para participar, o candidato precisa ser dono de alguma propriedade nas sub-bacias do Ribeirão Casa Branca ou no Ribeirão Piedade.

A iniciativa está implantada em Brumadinho desde 2013 e beneficiou, até agora, 12 proprietários. Juntos, esses donos de terra contribuem para a proteção de aproximadamente 400 hectares de áreas naturais e 29 nascentes. Na cidade, as premiações são repassadas pelo Ministério Público de Minas Gerais, que disponibiliza recursos de medidas compensatórias para esses pagamentos. Até o momento, foram pagos aos 12 proprietários premiados R$ 112.199,28. Os pagamentos são realizados a cada seis meses, após monitoramento das propriedades.

A cidade foi escolhida para a implantação do Oásis por comportar mananciais que abastecem Belo Horizonte e região metropolitana, e por ter em seu território parte da região da Serra da Moeda. A região é considerada pelo Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica (PROBIO) do Ministério do Meio Ambiente como uma área de prioridade extremamente alta para conservação da natureza.

Projeto Oásis

O Projeto Oásis foi criado em 2006 pela Fundação Grupo Boticário e, além de Brumadinho, está implantado em São Paulo (SP), Apucarana (PR) e São Bento do Sul (SC). Em números, o projeto alcançou 228 proprietários, 743 nascentes protegidas e mais de dois mil hectares de áreas naturais conservadas. A iniciativa também está em fase de desenvolvimento em São José dos Campos (SP), Bonito (MS), na região metropolitana de Curitiba (PR), na Área de Proteção Ambiental de Pratigi (BA) e em Palmas (TO).

Inscrições

Os interessados devem entrar em contato com a Associação Mineira de Defesa do Ambiente (AMDA) até setembro de 2014, pelo email: contato@amda.org.br ou pelo telefone (31) 3291-0661.

Fonte: Á redação

Outras Notícias

PUBLICIDADE