Clique aqui para acessar o site da Revista Mineração.

 

NOTÍCIAS
Folha Vale do Paraopeba

Ainda não há qualquer definição quanto à retomada das obras do 33º Batalhão da Polícia Militar, no bairro Alterosas. A informação foi repassada pelo governo de Minas Gerais. O local  abrigará o efetivo policial, equipamentos e demais atribuições da PM em Betim, mas segue abandonado. O terreno foi doado pela prefeitura para reforçar o serviço de policiamento e prevenção à criminalidade no município que, só de janeiro a junho desse ano, registrou 103 mortes.

O ex-governador, Alberto Pinto Coelho (PP), teria anulado os empenhos que garantiriam recursos para a continuidade de diversas obras que estavam sendo realizadas em Minas. Ao assumir a administração estadual, o atual governador, Fernando Pimentel (PT), alegou ter encontrado Minas com R$ 7 bilhões em dívidas. Sem recursos, prolongou as paralisações das obras. A do 33ºBPM deveria ter sido retomada em julho, o que acabou não acontecendo.

A Prefeitura de Betim informou que tem cobrado “sistematicamente a finalização desse projeto” e adiantou que o prefeito, Carlaile Pedrosa (PSDB), e o secretário municipal de Segurança Pública, Luis Flávio Sapori, já se reuniram com o atual comandante da PM, manifestando a importância de um segundo batalhão na cidade.

Obra é prioridade

O Governo de Minas confirmou que a anulação dos empenhos no ano passado foi a causadora da paralisação e disse ainda que a nova sede do batalhão em Betim é prioridade para a atual administração, “o que requer uma minuciosa análise dos termos do contrato, já que o processo foi subitamente interrompido pelo governo anterior”.

Ainda segundo o governo mineiro, a sede da PM está incluída na relação de 1.094 obras suspensas ainda em 2014. “O governador Fernando Pimentel autorizou, em 13 de julho, a retomada de 52 obras – o que demonstra de forma inequívoca os esforços do Estado no sentido de destravar os processos necessários para reiniciar as demais obras, como a construção da sede do 33º Batalhão de Polícia Militar”.

O deputado estadual Ivair Nogueira (PMDB) afirmou estar acompanhando de perto as discussões acerca do impasse envolvendo a retomada das obras. “O governo priorizou o pagamento de convênios e obras das áreas da saúde, por exemplo. Mas me garantiu que a obra vai ser retomada”, conta. O também deputado estadual Geraldo Pimenta (PCdoB) afirma ter solicitado reunião com o secretário de Estada de Defesa Social para tratar do assunto.

O vereador Eutair dos Santos (PT) contou ter recebido a confirmação de que a retomada da obra teria sido autorizada. Até o fechamento desta edição a informação não havia sido confirmada pelo governo do estado. “Precisamos fazer uma força-tarefa [entre as autoridades] para discutir o assunto e cobrar a retomada da obra”, disse.

A Câmara Municipal informou que a Comissão de Segurança Pública, presidida pelo vereador Welinton de Abreu (PSB), o Sapão, tem se reunido com o governo municipal para, juntos, se reunirem com o governador para cobrar a retomada da obra e o aumento do efetivo policial na cidade. 

Fonte: Folha Vale do Paraopeba

Outras Notícias

PUBLICIDADE