Clique aqui para acessar o site da Revista Mineração.

 

NOTÍCIAS
Folha Vale do Paraopeba

Campanha alerta população sobre os perigos ferroviários

Semana Nacional do Trânsito motiva ação em Betim com orientações sobre os cuidados necessários de convivência com a linha férrea do município

 A VLI, empresa que controla as ferrovias Centro-Atlântica (FCA) e Norte-Sul (FNS), vai promover campanha educativa em Betim na próxima sexta-feira, 25.  A ação faz parte da programação da Semana Nacional de Trânsito e quer chamar a atenção para a importância da adoção do comportamento seguro nas imediações das linhas férreas. Blitzen espalhadas pela cidade vão orientar pedestres e motoristas de como conviver em segurança com as ferrovias.

O programa também faz parte da programação do Pit Stop Betim 2015, evento que promovido durante o ano pelo Núcleo Integrado das Empresas do Setor Automotivo (Niesa) em parceria com a Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG), Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Transbetim.

Na manhã do último sábado, 19, os trabalhos foram iniciados com o simulado de batida da locomotiva em um veículo de passeio, na passagem de nível da avenida Governador Valadares. Durante a ação foram distribuídos materiais educativos sobre os riscos que a população está exposta próxima à linha do trem.

“As ações também irão reforçar dicas que ajudam a promover uma convivência harmônica entre comunidades e ferrovia, como não andar nem estacionar o carro próximo à linha férrea, evitar jogar lixo ou qualquer outro objeto nos trilhos, e não transpor cruzamentos sem observar as recomendações de segurança (Pare, Olhe, Escute)”, informou a empresa via e-mail.

Presente em sete estados do país e no Distrito Federal, a campanha é feita durante todo ano em cidades com ferrovias Centro-Atlântica (FCA) e Norte-Sul (FNS), para reforçar aos moradores desses municípios a importância da segurança próxima das linhas férreas. A VLI já adotou medidas para melhorar a prevenção de acidentes, com o reforço das sinalizações nas margens das linhas de trem e a ampliação do uso de mecanismos de alerta em passagens de nível.

 

Fonte: Folha Vale do Paraopeba

Outras Notícias

PUBLICIDADE